Laboratório do Sono - Alfena

Sabia que um em cada quatro Adultos tem algum tipo de problema de sono?
Da fadiga e diminuição dos reflexos até à redução da concentração e depressão, falta de sono reparador e repousante, tudo isto pode afetar a vida de uma pessoa.

Existem mais de 80 doenças específicas do sono já identificadas na Classificação Internacional das Doenças do Sono (ICSD-3).

SÍNDROME DAS PERNAS INQUIETAS
Nesta doença muito frequente (7.1-13,7% na Europa), as pernas (e mesmo os braços) têm movimentos involuntários durante o sono. Frequentemente o doente refere uma sensação desconfortável nas pernas, associada a uma irresistível necessidade de mover as pernas, o que muitas vezes provoca insónia, sonolência diurna excessiva ou ambos.

RONCOPATIA E SÍNDROME DE APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO
A roncopatia ou ressonar é o som das vias aéreas parcialmente obstruídas durante o sono. Enquanto a roncopatia ou ressonar não costuma trazer complicações para a saúde individual (embora possam perturbar significativamente a vida do cônjuge), pode ser um sinal de uma doença grave chamada Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS).

Quando ocorre a SAOS, a língua e o palato mole colapsam contra a parte posterior da garganta e bloqueiam completamente a via aérea, levando a
redução brusca da oxigenação do sangue. Se for muito frequente, condiciona sono fragmentado e não reparador, levando a sintomas de cansaço, sonolência diurna, alterações da concentração e memória.
O aparelho cardiovascular é altamente afetado pela SAOS, causando nomeadamente tensão arterial elevada, arritmias e enfarte.

NARCOLEPSIA
Esta doença rara (0.02% na Europa) envolve ataques incontroláveis de sonolência diurna. Os doentes podem cair de repente quando estão tristes, a rir ou a realizar tarefas de rotina como conduzir. Além disso, podem ter alucinações durante o sono ou ficar instantaneamente paralisados ao acordar.

DISTÚRBIOS DO SONO EM CRIANÇAS
As crianças também apresentam problemas, como ressonar, apneia do sono, sonambulismo, insónia, enurese noturna, que podem ser estudados no Laboratório de Sono.

ESTATÍSTICAS EM PORTUGAL

  • 16,3% Dos Portugueses não dorme bem (Soldatos CR, Sleep Medicine 2005: 5-13)
  • 28,1% Dos Portugueses sofre de insónia (Ohayon MM, Sleep Medicine 2005: 435-41)
  • 1M Acredita-se que um milhão de portugueses possam sofrer de Síndrome de Apneia do Sono
  • 8,6% Das crianças do ensino básico tem roncopatia (Ferreira AM, Pediatrics 2000, 106;e64)
  • 8% Dos portugueses refere sonolência diurna grave (Gonçalves M, J Sleep Res 2015: 242-53)
  • 18,6% Dos condutores portugueses refere já ter adormecido ao volante (Gonçalves M, J Sleep Res 2015: 242-53)

PODE SER NECESSÁRIO FAZER UM ESTUDO DO SONO SE TIVER ALGUNS DESTES SINTOMAS:

  • Ressonar / Roncopatia associada a paragens respiratórias testemunhadas durante o sono
  • Movimentos frequentes das pernas durante o sono
  • Comportamentos anormais durante o sono (como falar, gritar, magoar-se)
  • Ranger os dentes durante o sono
  • Dores de cabeça frequentes ao acordar
  • Sonolência diurna excessiva
  • Hiperatividade e alterações da atenção nas crianças

Muitos destes sintomas estão associados a doenças como Diabetes,Hipertensão, Doenças do coração (como Enfarte do Miocárdio, Insuficiência Cardíaca) e do sistema nervoso

O QUE É UM ESTUDO DO SONO?
Existem vários tipos de estudo do sono. Para despiste de Apneia do Sono, os estudos mais usados são os simplificados no domicílio, também designados de tipo 3.
Os estudos do sono do tipo 3 registam dados relacionados com pelo menos quatro parâmetros biológicos, incluindo ventilação, Frequência Cardíaca ou ECG e oximetria de pulso. A monitorização pode incluir ainda posição corporal, nível de roncopatia, electromiografia das pernas ou dos músculos da mastigação.

Os sensores são externos e não invasivos, aplicados diretamente na pele e não implicando qualquer dor. Em cerca de 20% dos casos, os exames do tipo 3 podem não conseguir confirmar o diagnóstico, e poderá ser necessário realizar um estudo de tipo 1 (Polissonografia noturna em
laboratório).

A polissonografia noturna é o exame padrão com o qual outros tipos de estudo do sono são comparados. A polissonografia noturna regista pelo menos sete parâmetros biológicos, incluindo eletroencefalograma (EEG), eletromiograma (EMG) submentoniano, eletro-oculograma (EOG),
fluxo aéreo, esforço respiratório (medido por meio do registo de movimentos do tórax e do abdómen), oximetria de pulso e eletrocardiografia (ECG). A posição corporal, os movimentos periódicos das pernas e a electromiografia dos músculos da mastigação também podem ser registados. A polissonografia noturna exige um laboratório especializado e acreditado, bem como um profissional treinado que intervenha caso seja necessário algum tratamento ou na eventualidade de ocorrer um evento adverso durante o registo.

A unidade de Pneumologia do Trofa Saúde Hospital em Alfena dispõe de um Laboratório do Sono com 2 camas, equipado com o moderno equipamento Embla N7000 com capacidade de até 60 canais, estando apto a dar resposta à investigação de todas as patologias do sono em adultos e crianças. Cada quarto é privado com todo o conforto necessário, incluindo casa de banho própria.

Além disso encontra-se ligado por vídeo e áudio ao gabinete de controle do técnico de sono.
Todas as avaliações e tratamentos são guiados pelas recomendações da Academia Americana de Medicina do Sono (AASM).

Um estudo do sono ajuda a chegar ao diagnóstico correto e ao tratamento adequado da sua patologia do sono.
Se achar que precisa de um estudo do sono fale com o seu médico ou profissional de saúde.

Se já estiver a usar um dispositivo CPAP com máscara durante o sono , poderá também ser encaminhado para a nossa consulta de patologia do sono, onde lhe poderemos fornecer toda a informação sobre os tratamentos mais adequados à sua condição e melhorar a aderência ao seu dispositivo de ventilação, sugerindo-lhe os equipamentos e acessórios mais modernos.

 Laboratório do Sono no Trofa Saúde Hospital em Alfena

Img 3551

Img 3567

Conheça os acordos com seguros e subsistemas através 229 688 700, com o gestor de cliente ou na receção principal da unidade.

 

Unidades onde este serviço está disponível

Características Globais

Inauguração: 2012

Área: 18373 m²

Corpo Clinico: 322 Profissíonais

13 fevereiro 2019

Este verão vai poder usar calções

11 fevereiro 2019

Sinusite: conheça melhor a sua doença

10 fevereiro 2019

Motricidade orofacial: abordagem interdisciplinar