Voltar

Notícias e Eventos

Últimas entradas sobre a nossa atividade

24 fevereiro 2020

Cirurgia da Catarata

A catarata é responsável pela diminuição da visão ou visão turva, em virtude do cristalino, a lente biconvexa que existe no olho, se encontrar afetada pelo envelhecimento do olho, por traumatismo, ou outras causas. É o cristalino que permite focar a várias distâncias.

O método utilizado para melhorar a sua visão é a cirurgia. A cirurgia da catarata é uma das cirurgias que mais evoluíram no mundo, sendo cada vez mais segura e previsível. O benefício da cirurgia é o de obter uma boa visão, o que ocorre em cerca de 98% dos casos.

A cirurgia realiza-se em bloco operatório, com microscópio e geralmente em regime ambulatório (volta nesse dia para casa). Regra geral a anestesia é tópica (com gotas), sem necessidade de recorrer a anestesia geral, o que origina pouca permanência no hospital/clínica.

Consiste habitualmente na aspiração do cristalino opacificado, por faco-emulsificação e na sua substituição por uma lente intraocular. O método utilizado não é o laser, mas sim a fragmentação de parte do cristalino por ultrassons e a aspiração através de dois pequenos orifícios (microincisão), deixando íntegra a cápsula posterior, onde será colocada a lente intraocular. A lente intraocular a colocar será calculada por uma medição feita no olho, através de ecografia e fórmulas matemáticas. O cálculo da potência da lente é muito seguro.

Nas técnicas realizadas com micro- incisão não é necessário dar pontos e a recuperação da visão é mais rápida do que com outras técnicas. A cirurgia de catarata dura cerca de 15 minutos em média, sem contar com os preparativos para a entrada no bloco e a conclusão da cirurgia.

Habitualmente não existem complicações durante a cirurgia, contudo não está isenta de riscos como qualquer ato médico-cirúrgico. Ao fim de alguns dias obtém-se uma visão satisfatória, podendo existir uma visão um pouco turva, algum desconforto, sensação de olho seco e encadeamento com as luzes, mas tais sintomas desaparecerão ao fim de algum tempo.

Se não surgirem complicações, a visão final dependerá do estado das restantes estruturas oculares e da associação ou não de outras patologias. Por esse motivo a necessidade de ser realizado um rigoroso estudo pré-operatório.

Que tipo de lentes intraoculares podem ser implantadas dentro do olho durante a cirurgia de catarata?

  • Lentes Monofocais: proporcionam uma boa visão para longe sem óculos, sendo necessários óculos para perto.
  • Lentes Multifocais: Proporcionam uma aceitável boa visão para longe e para perto, com maior ou total independência de óculos.
  • Lentes Monofocais tóricas: lentes monofocais que corrigem para além da miopia ou hipermetropia o astigmatismo, conseguindo uma melhor visão para longe. É necessário óculos para perto. Proporcionam uma aceitável visão para longe e perto dando uma maior independência de óculos.
  • Lentes Trifocais: proporcionam uma excelente visão para longe, intermédia e perto, dando praticamente uma total independência de óculos.

A catarata pode ser bastante desconfortável e afetar a sua visão e qualidade de vida, pelo que deverá consultar o seu médico oftalmologista, para que lhe seja feito o diagnóstico correto da patologia e lhe seja feito o melhor tratamento para o seu caso.

Redigido por Dr. Vítor Soares (OM16580), Oftalmologista no Trofa Saúde Hospital em Barcelos e em Braga Centro

Voltar

16 junho 2020

Atendimento Urgente das 8h às 20h

16 maio 2020

Cliente Express

05 março 2020

Cancro do pulmão: abordagem multidisciplinar