Voltar

Notícias e Eventos

Destaques do Trofa Saúde

23 outubro 2020

A minha prótese removível é feia, está desadaptada e sempre “a cair”. Há solução?

Se tem falta de dentes e, mesmo usando uma prótese removível, tem vergonha do seu sorriso, conheça os implantes dentários, a solução que lhe permite ter dentes fixos e voltar a sorrir.

O sorriso é o nosso cartão de visita e a falta de dentes afeta a qualidade de vida, a autoestima e a confiança dos doentes. O impacto social e profissional negativo de não ter dentes ou utilizar uma prótese removível (dentadura) não deve ser menosprezado. A alimentação e a fala são dificultadas, até impossibilitadas pela falta de dentes ou pela má condição dos dentes existentes, sendo que a estética está altamente comprometida.

As próteses dentárias removíveis são a hipótese de reabilitação mais comum, no entanto, estas próteses são incómodas, de difícil adaptação e a utilização destas revela- se desconfortável e por vezes dolorosa.

As próteses removíveis foram uma das principais soluções de reabilitação no passado. Hoje em dia, uma das queixas mais comuns dos doentes reabilitados com este tipo de próteses é a má estabilidade destas (levando a optar por fixadores/colas para ajudar a estabilizar a prótese), o que dificulta a sua utilização no dia a dia, fazendo com que muitas vezes os indivíduos não as consigam utilizar, inclusivamente para comer.

Sabia que, segundo o Barómetro de Saúde Oral de 2019, apenas 31% dos portugueses têm a dentição completa e quase 10% dos portugueses têm falta de todos os dentes? Sabia ainda que quase 40% dos portugueses têm falta de pelo menos um dente e destes, apenas metade substituiu os dentes em falta?

Os implantes dentários podem ser a solução para recuperar o sorriso e a mastigação adequada, independentemente de lhe faltar apenas um dente ou de querer trocar a sua prótese removível.

A reabilitação oral com recurso a implantes dentários é uma técnica de reabilitação segura e com uma alta taxa de sucesso que possibilita o restabelecimento da fonação (fala), função mastigatória e estética pela reposição dos dentes ausentes com recurso a implantes (parafuso de titânio – material biocompatível - colocado dentro do osso e que mimetiza a raiz de um dente) e a próteses fixas (coroas/ dentes unitários ou próteses fixas parciais ou totais aparafusadas aos implantes).

Este tratamento está indicado em indivíduos sem dentes ou cujos dentes remanescentes não são passíveis de serem tratados, desvitalizados ou simplesmente restaurados, e/ou utilizados como pilares para uma reabilitação com prótese fixa sobre o dente.

Recupere a autoestima e a confiança e volte a comer com segurança e conforto. Não tenha medo de sorrir.

Redigido por Dr. Miguel Amaral Nunes (OM50984), Médico Estomatologista no Trofa Saúde Amadora

Voltar

30 novembro 2020

Metrorragias na pós-menopausa

29 novembro 2020

A importância de desmistificar a Doença Mental

28 novembro 2020

Hérnia de disco cervical: o que é e como se trata?