Voltar

Notícias e Eventos

Destaques do Trofa Saúde

13 julho 2021

Alergia a picadas de insetos – o que fazer?


Vários insetos podem causar reações alérgicas em doentes sensíveis. Na maioria das vezes, estas reações são ligeiras, no entanto, as picadas de abelhas e vespas podem causar reações alérgicas graves, necessitando de cuidados médicos urgentes.

Que reações podem ocorrer quando somos picados por insetos?
As picadas desencadeadas por insetos como mosquitos, pulgas, melgas, lagarta do pinheiro e aranhas são geralmente locais e ligeiras, com sintomas como comichão/dor, vermelhidão ou inchaço no local da picada.

Em cerca de 10% da população, poderá ocorrer uma reação exuberante no local da picada, com edema (inchaço) superior a 10 cm de diâmetro ou bolhas. Estas podem persistir por mais de 2-4 dias, são incomodativas e as marcas na pele podem demorar semanas até desaparecerem completamente.

As reações alérgicas graves (anafilaxia) resultam quase todas da picada de abelhas e vespas (himenópteros), podendo colocar em risco vários órgãos e sistemas e, no limite, conduzir à morte. Manifestações em locais diferentes da picada, edema (inchaço) da língua/face, dificuldade respiratória e respiração ruidosa, vómitos ou dor abdominal, tonturas, desmaio e palidez implicam a observação médica imediata.

Alguns estudos sugerem que doentes com história de atopia ou dermatite atópica apresentam maior risco de reações locais exuberantes ou graves às picadas de inseto.

Como prevenir as picadas de insetos?

  • Cubra a pele exposta usando mangas compridas, calças e evite andar descalço.
  • Aplique repelente de insetos na pele exposta e por cima da roupa – teor superior 30% de DEET (dietiltoluamida) nos adultos (precaução nas crianças e grávidas).
  • Tenha cuidado quando estiver perto do lixo, águas estagnadas ou em zonas exteriores com flores e comida.
  • Mantenha as portas e janelas fechadas da casa e do carro, utilize armadilhas com luz UV ou coloque uma rede mosquiteira para prevenir a entrada de insetos.
  • Caso encontre uma Vespa velutina (ou asiática - corpo mais escuro e as patas amareladas) ou um ninho afaste-se e contacte o SOS AMBIENTE (808 200 520) e/ou reporte o avistamento no site stopvespa.icnf.pt.

O que fazer em caso de picada?

  • Tente retirar o ferrão (pinça).
  • Lave com água e sabão e depois aplique gelo, para diminuir a inflamação.
  • Tome um anti-histamínico não sedativo de 2.ª geração, nas crianças desde que seja adequado à idade e a dose ajustada ao peso.
  • Na ausência de melhoria procure observação médica.
  • Se a reação for grave e generalizada, se disponível, deve administrar adrenalina com o dispositivo autoinjetor (Epipen®) e ligar 112.

Todos os doentes com história de reações alérgicas graves devem ser referenciados para uma consulta de Imunoalergologia para serem estudados e tratados. A vacina com o veneno (abelha ou vespa) ao qual são alérgicos é o único tratamento capaz de prevenir futuras reações.

Referências Bibliográficas:

  • Hemmer, Wolfgang, and Felix Wantke. “Insect hypersensitivity beyond bee and wasp venom allergy.” Allergologie Select 4 (2020): 97.
  • Pali-Schöll, Isabella, et al. “EAACI position paper: Comparing insect hypersensitivity induced by bite, sting, inhalation or ingestion in human beings and animals.” Allergy 74.5 (2019): 874-887.

Dr. Luís Pereira Amaral (OM52841), Médico Especialista em Imunoalergologia no Trofa Saúde Alfena e Maia

Voltar

17 setembro 2021

Como abordar o tema da primeira menstruação?

16 setembro 2021

Medicina Física e Reabilitação: o que é e o que podemos e...

15 setembro 2021

ACORDO SNS (P1) no Trofa Saúde Braga Centro