Voltar

Notícias e Eventos

Destaques do Trofa Saúde Hospital

15 janeiro 2020

Dificuldades de aprendizagem: quando procurar ajuda médica?

As dificuldades de aprendizagem das crianças na escola são uma preocupação frequente dos pais e um dos principais motivos de consulta na especialidade de pedopsiquiatria.

Existem várias causas para estas dificuldades, sendo que uma causa frequente são as Perturbações de Aprendizagem Específicas, as quais afetam pelo menos 1 em cada 10 crianças em idade escolar. Crianças com este problema podem apresentar um nível de inteligência normal mas levar a que os pais ou os professores levantem questões e preocupações quanto às suas capacidades cognitivas e globais.

Este tipo de perturbações é causado por uma dificuldade do sistema nervoso, que interfere com a normal receção, processamento e comunicação de informação, especificamente nas áreas relacionadas com a aprendizagem da leitura, escrita e/ou matemática. Associam-se a dificuldades do controlo motor, da atenção e a alterações do comportamento, pelo que a avaliação médica da situação é essencial para o seu esclarecimento diagnóstico.

Os Psiquiatras da Infância e da Adolescência (também conhecidos como médicos pedopsiquiatras) têm a convicção de que muitos dos impactos a longo prazo destas perturbações podem ser minimizados com intervenção atempada e regular. Contudo, quando o problema não é detetado e tratado precocemente pode gerar-se um efeito “bola de neve”. Por exemplo, se uma criança não consegue aprender operações na escola primária não irá conseguir compreender álgebra no 2º e 3º ciclo. A criança, após vários esforços de tentativa e erro, fica cada vez mais frustrada e desmotivada, podendo desenvolver também problemas emocionais e do comportamento, perante a repetição do insucesso.

Um aspeto importante na avaliação do pedopsiquiatra é compreender de modo aprofundado quais as dificuldades de aprendizagem presentes na criança e de que forma estas afetam a sua capacidade de comunicação, autonomia, sentimento de eficácia, capacidade de brincar, de aceitar disciplina e limites e a sua autoestima. O pedopsiquiatra pode ajudar a coordenar a avaliação do problema, orientar e trabalhar em conjunto com os profissionais de saúde e da escola, no sentido de clarificar a dificuldade de aprendizagem presente. Posteriormente, poderá recomendar eventuais modificações e medidas apropriadas que fomentem a aprendizagem no âmbito escolar, bem como intervenção em terapia da fala, terapia ocupacional, e/ou intervenções psicoterapêuticas com a criança ou com a família.

Alguns sintomas que se encontram com frequência em indivíduos com dificuldades de aprendizagem são: dificuldade em compreender ou seguir instruções; dificuldade em memorizar o que lhe é dito; dificuldade na leitura, escrita, ou matemática; dificuldade em distinguir esquerda e direita; dificuldade em identificar palavras; tendência a inverter letras, palavras ou números (por exemplo, confundir 25 com 52, “b” com “d” ou “em” com “me”); dificuldades na coordenação no andar, em desportos ou na pega do lápis ou em atar os atacadores; perder ou falhar com recados, trabalhos ou material escolar; dificuldades com a noção temporal (ontem, amanhã, hoje).

Quando estes sintomas da criança ou adolescente são intensos, geradores de sofrimento psicológico ou interferem com o seu funcionamento habitual, os pais devem considerar procurar avaliação em Consulta de Pedopsiquiatria.

Redigido por Dr. Ivo Peixoto (OM55406), Pedopsiquiatra no Trofa Saúde Hospital em Braga Centro, Braga Sul, Guimarães, Alfena e Vila Real

Voltar

19 fevereiro 2020

Branqueamento dentário: invista no seu sorriso

18 fevereiro 2020

Rotura do Menisco: como tratar?

18 fevereiro 2020

Sangra das gengivas?