Dor de ouvidos na criança! E agora? O que fazer? - Trofa Saúde Skip to main content

Dor de ouvidos na criança! E agora? O que fazer?

publicado em 25 Set. 2022

A dor de ouvidos é muito frequente nas crianças! Para além de dolorosa, provoca um elevado mau estar, motivo pelo qual devemos valorizar a queixa de uma criança!

Quais as causas mais frequentes de dor de ouvido?

A causa mais frequente é a otite! Contudo existem outras causas que podem desencadear uma dor de ouvido, por isso é importante a criança ser avaliada para encontrar a causa subjacente.

 

Com menor frequência podem causar dor: congestão nasal e ranho que fazem pressão no ouvido; amigdalite; água dentro do ouvido, principalmente após fazer piscina ou praia; feridas causadas pelo uso de cotonetes; um corpo estranho que acidentalmente a criança tenha colocado no ouvido; acumulação de cera e lavagem nasal com muita pressão, sobretudo na posição deitada.

 

A Otite média, geralmente ocorre após um episódio de constipação, com congestão nasal e ranho, quando a infeção atinge o ouvido médio. Não é contagiosa, e a maioria dos episódios ocorre entre os 6 e 24 meses de vida, com um segundo pico entres os 4 e 5 anos de idade.

 

A Otite externa é mais frequente no verão ou em crianças que frequentam piscinas. Resulta da humidade, calor e feridas na pele da entrada do ouvido. Causa dor, inchaço, comichão e por vezes saída de líquido pelo ouvido. Não costuma provocar febre.

Como saber se a criança está com dor de ouvido?

Nas crianças que ainda não comunicam verbalmente pode suspeitar-se de dor de ouvido se a criança mexe frequentemente no ouvido, se lhe dói ao toque ou a comer. Nos bebés é frequente apresentarem dificuldade em dormir, irritabilidade, choro e recusa alimentar. Corrimento nasal, tosse, vómitos e diarreia também podem ser indícios de otite.

 

A dor pode agravar ao final do dia. Durante o dia as crianças estão distraídas, abstraindo-se da dor, e à noite ao deitar sobre o ouvido, a pressão faz com que doa mais e, a inflamação aumenta com o calor da cama, aumentado a dor.

O que fazer perante uma criança com dor de ouvido?

Se a dor é intensa ou tem febre, deve dar-lhe as doses habitualmente aconselhadas pelo médico de paracetamol ou, preferencialmente, ibuprofeno, que para além de aliviar a dor, possui um efeito anti-inflamatório, atuando também na causa da dor. Deve evitar a entrada de água nos ouvidos, não pôr gotas ou utilizar antibióticos se não for receitado por um médico.

 

Deve consultar o médico de família, pediatra ou otorrinolaringologista, para ser identificada a causa e prescrito o tratamento mais adequado se a criança:

  • tem menos de 2 anos, a dor de ouvido e febre deve ser observada nas primeiras 24 horas;
  • tem mais de 2 anos, a dor e febre persistem 48 horas após paracetamol e/ou ibuprofeno;
  • tem vómitos, dor de cabeça e está muito prostrada;
  • tem líquido ou sangue a sair pelo ouvido;
  • tem a zona em redor do ouvido muito inflamada ou inchada;
  • após 3 dias de tratamento médico, continua com dores, febre ou líquido a sair pelo ouvido.

No Grupo Trofa Saúde, dispomos de uma vasta equipa e equipamento diferenciado para diagnosticar e tratar as causas de dor de ouvido na criança.