Skip to main content
A cirurgia da vesícula minimamente invasiva
publicado em 20 Mai. 2022

A colecistectomia laparoscópica é uma cirurgia minimamente invasiva para a remoção da vesícula biliar, órgão abdominal em íntima relação com o fígado, que armazena bílis, líquido produzido no fígado, e responsável pela facilitação da digestão e absorção de gorduras. A sua remoção é habitualmente aconselhada quando existem sintomas ou complicações de litíase vesicular (“pedra na vesícula”) ou por pólipos da vesícula.

 

É a cirurgia intra-abdominal mais frequentemente realizada e com uma taxa de complicações muito reduzida. A cirurgia é sempre realizada sob anestesia geral e, normalmente, não requer cuidados pré-operatórios específicos para além do jejum. O procedimento consiste na insuflação do abdómen com dióxido de carbono, para permitir a introdução de uma pequena câmara e de instrumentos cirúrgicos, através de 3 ou 4 pequenas incisões de forma a remover a vesícula biliar.

 

A cirurgia dura cerca de 1 hora e, por norma, é feita em regime de ambulatório, podendo ser iniciada a dieta e a deambulação poucas horas após a mesma, sendo que a grande maioria dos doentes tem alta no próprio dia.

 

Os cuidados pós-operatórios essenciais são os cuidados de penso e a dieta pobre em gorduras nos primeiros dias, sendo expectável pouca necessidade de toma de analgésicos e uma recuperação completa ao longo da primeira semana. Após a remoção da vesícula biliar o doente terá uma vida normal, sem restrições de relevo, podendo existir, numa primeira fase, um aumento do trânsito intestinal, geralmente, temporário.

 

A colecistectomia laparoscópica permite aos doentes não só a resolução definitiva das crises/cólicas de vesícula que, frequentemente, motivam a cirurgia, mas sobretudo previnem as complicações potencialmente mais graves da litíase vesicular, como é o caso da pancreatite aguda, colangite ou colecistite aguda, sendo, por isso, importante a sua realização atempadamente, após colocada a indicação cirúrgica.

 

Se dispõe de um vale-cirurgia SIGIC emitido pelo hospital público para realização de uma cirurgia no âmbito da Cirurgia Geral, utilize-o nos hospitais Trofa Saúde, mesmo que no seu vale não conste nenhuma unidade Trofa Saúde.

 

Conte, no Trofa Saúde, com uma equipa de médicos especialistas em Cirurgia Geral com vasta experiência, disponível em horário alargado e com capacidade e meios técnicos para dar resposta à sua situação, com toda a segurança e conforto. Use o seu vale-cirurgia SIGIC no Trofa Saúde e faça a cirurgia que necessita sem custos acrescidos.