Pneumonia: mas afinal que doença é esta? - Trofa Saúde Skip to main content

Pneumonia: mas afinal que doença é esta?

publicado em 12 Nov. 2022

As doenças respiratórias continuam a ser uma das principais causas de morte em Portugal, de acordo com o Observatório Nacional das Doenças Respiratórias.

 

Quase metade das 13 mil mortes anuais por doença respiratória é causada por pneumonia. Em Portugal, a Pneumonia é uma das principais causas de hospitalização e mortalidade.

 

A pneumonia consiste numa infeção das vias aéreas inferiores, mais especificamente dos pequenos sacos de ar (alvéolos) do pulmão e dos tecidos circundantes. Os alvéolos e os bronquíolos respiratórios ficam preenchidos com líquido resultante da inflamação, não sendo capazes de realizar as trocas gasosas e provocando sintomas e/ou sinais de dificuldade respiratória.

 

A pneumonia pode ser causada por vários microrganismos, podendo estes ser bactérias, vírus ou fungos.

Os fatores de risco que mais predispõem à pneumonia incluem alcoolismo, tabagismo, diabetes, insuficiência cardíaca e doença pulmonar obstrutiva crónica. A poluição e os espaços fechados densamente habitados são também fatores de risco para a pneumonia.

Os sintomas mais frequentes englobam: tosse com expetoração (muco espesso ou coloração amarela/verde), dor no peito, falta de ar e febre. As manifestações clínicas podem ainda ser variáveis em faixas etárias extremas, como em recém nascidos e em idosos; nestes, a confusão mental pode ser a única manifestação.

 

Perante a suspeita clínica, o diagnóstico pode ser confirmado com uma radiografia e/ou tomografia computorizada torácica, e suportado por resultados de análises sanguíneas.

 

A sua gravidade depende do agente responsável, da idade e do estado de saúde do doente previamente ao aparecimento da doença, assim como da instituição do tratamento adequado. A maior parte dos casos – causada por bactérias – requer a administração de antibiótico(s).

Sendo a pneumonia uma doença tão prevalente e letal, importa implementar e generalizar as medidas preventivas possíveis e, entre essas medidas, a vacinação antipneumocócica é uma das principais ferramentas.

 

A forma mais frequente de pneumonia é a pneumonia pneumocócica, provocada pela bactéria Streptococcus pneumoniae, sendo a vacinação a principal medida para prevenir a mesma. Adicionalmente, é fundamental a intervenção ao nível dos fatores de risco associados e estilos de vida, bem como o reforço da cobertura vacinal contra a gripe.

 

É esperado um aumento da prevalência desta doença em resultado do envelhecimento da população e do peso das doenças crónicas. No dia 12 de novembro, em que se comemora o Dia Mundial da Pneumonia, pretende-se uma maior sensibilização e adesão da população – particularmente dos grupos de maior risco – às medidas de promoção de saúde e de prevenção da doença.