Pré-diabetes: tratamento - Trofa Saúde Skip to main content

Pré-diabetes: tratamento

publicado em 14 Set. 2022

“Uma alimentação saudável e a prática de exercício físico regular, procurando controlar o excesso de peso, são fundamentais para uma boa qualidade de vida em qualquer um de nós e em qualquer fase da nossa vida. Estas práticas são essenciais para o “tratamento” da pré-diabetes, prevenindo o risco de uma, muito provável, progressão para a diabetes.”

A pré-diabetes corresponde ao aumento dos níveis de açúcar no sangue (glicose) acima do normal, mas ainda não em valores para ser definida como diabetes. De uma forma prática, serão valores entre 110 e 126 (em pelo menos duas avaliações distintas).

 

Mesmo sendo normalmente assintomática, não devemos esquecer de que vai causando silenciosamente problemas à saúde, aumentado o risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

 

Há vários fatores que devemos ter em conta e que podem ser uma indicação de maior risco de aparecimento de um quadro clínico de pré-diabetes, entre os quais salientamos a obesidade, sedentarismo, história familiar de diabetes tipo 2 e antecedentes de diabetes gestacional.

 

Esta fase de pré-diabetes tem um grande risco de progressão para diabetes, devendo as medidas preventivas ser iniciadas o mais cedo possível.

Tratamento

Para todos, o mais importante é ter a noção do valor e da importância da nossa ajuda no regime alimentar mais adequado e na vida ativa, que são os pilares fundamentais do tratamento.

 

O exercício físico deve ser adaptado à nossa idade e à nossa condição física, deve ser regular e contínuo. Iniciamos de uma forma progressiva para não ficarmos tristes se não atingirmos os objetivos pretendidos. O mais simples são as caminhadas de 30 ou mais minutos e, mais uma vez, adaptadas à condição de cada um. Vamos aumentando conforme a nossa capacidade vai melhorando.

 

Provavelmente o peso vai melhorar, teremos um fortalecimento da massa muscular, melhoria da circulação, diminuição dos valores da tensão arterial e do colesterol. Enfim, tudo beneficia!

 

Para uma boa alimentação, deve tentar respeitar o horário das refeições – 5 a 6 refeições por dia – procurando evitar o excesso de alimentos nas principais refeições e, no intervalo entre elas, dar preferência à fruta. É importante evitar os alimentos ricos em açúcar (doces ou refrigerantes), consumir variados tipos de legumes e frutas ricos em vitaminas, minerais e fibras. O consumo de sal deve ser reduzido, substituindo-o por ervas ou especiarias. Também é essencial moderar o consumo de gorduras ao longo de toda a vida, evitando ao máximo o excesso de peso/obesidade.

 

No intervalo das refeições deve evitar o consumo de bebidas alcoólicas e optar por beber muita água.

 

Uma alimentação saudável e a prática de exercício físico regular, procurando controlar o excesso de peso, são fundamentais para uma boa qualidade de vida em qualquer um de nós e em qualquer fase da nossa vida. Estas práticas são essenciais para o “tratamento” da pré-diabetes, prevenindo o risco de uma, muito provável, progressão para a diabetes.

Especialidades relacionadas

Unidades