Skip to main content
Vasectomia: tudo o que deve saber
publicado em 25 Jun. 2022
O que é a vasectomia?

A vasectomia é um pequeno procedimento cirúrgico que consiste na laqueação (secção) bilateral dos canais deferentes, suprimindo a comunicação entre os testículos e a uretra. Utilizam-se, na maior parte dos casos, duas pequenas incisões escrotais, através das quais se acede aos canais deferentes.

Qual o objetivo?

Eliminar a presença de espermatozoides no esperma, impossibilitando assim a fecundação dos óvulos.

Qual a sua eficácia?

É o método contracetivo mais eficaz, excluindo a abstinência (eficácia superior a 99%), tornando-se por isso numa excelente opção ao nível do planeamento familiar.

Previne doenças sexualmente transmissíveis (DST)?

Nunca é de mais reforçar que não é um método de prevenção das DST devendo ser sempre mantidas as precauções habituais, nomeadamente a utilização do preservativo.

 

É um procedimento irreversível?

Não é, dado que existe um procedimento cirúrgico que permite a sua reversão. No entanto, é complexo, caro e tem eficácia moderada. É possível também o recurso a técnicas de reprodução assistida, que implicam a colheita de espermatozoides diretamente do testículo. Daqui advém que a vasectomia só deve ser considerada por homens que definitivamente não queiram ter mais filhos.

A sua realização exige internamento?

Não. É normalmente realizada em ambulatório.

São relevantes os efeitos estéticos?

Não, dada a pequena dimensão das incisões utilizadas.

São frequentes complicações decorrentes do procedimento?

A taxa de complicações é extremamente baixa. Mencionamos, a título de exemplo, o hematoma e a dor crónica.

Qual o efeito a nível sexual?

Nenhum. A líbido não é afetada (a produção de testosterona e outras hormonas mantém-se inalterada). Ficam também preservadas as funções erétil e ejaculatória, assim como o volume do ejaculado.

Qual o tempo de recuperação?

Curto, sendo que na maioria dos casos é possível retomar as atividades física e profissional no dia seguinte à intervenção. Não está também contraindicada a atividade sexual.

A eficácia é imediata?

Não. É muito importante a utilização de outro método contracetivo no período imediato ao procedimento, dada a possibilidade de permanência de espermatozoides no sémen durante várias semanas. É fortemente recomendada a realização de um espermograma após 3 meses para confirmar a eficácia do procedimento.

Está recomendada uma avaliação urológica?

Reforçando a irreversibilidade do procedimento, é sempre aconselhável a consulta com um urologista, de maneira a que possa ser tomada uma decisão bem informada e adequada a cada caso específico.